Track Name: Dia Após Dia
Dia Após Dia

Ao meu redor
Só vejo desgraça
Nada muda
O tempo passa

Extrema miséria
Dor e sofrimento
Vidas apodrecem
No esquecimento

Entre os explorados
Impera a ignorância
A realidade aniquila
O que resta de esperança
Track Name: Cidade do Ódio
Cidade do Ódio

Em meio a selva de pedras
Sobreviver é uma batalha
Caos é uma via política
Justiça feita na faca

No inferno cinza a vida é uma guerra

Tolerância e paz aniquilada
Cheiro de morte em todos lugares
O ódio esta solto nas ruas
Respirar violência é a dura realidade


Bem vindos a cidade do ódio
Aqui você é apenas mais um
O perigo esta sempre ao seu lado
O inimigo pode ser qualquer um
Track Name: Justiça (?)
Justiça (?)

A ambiguidade do conceito
Máscara a perseguição dXs que foram marginalizadXs
Aos nascidXs no berço da miséria
Lhes concede o Direito de serem massacradXs

Pré-determinada pelo capital
Que tem a desigualdade em suas bases
Mais uma forma de defesa
Dos beneficiados pelo sistema econômico de classes

Arquitetadas pela elite burguesa
As normas jurídicas nos impõem a servidão
Usam o poder bélico do Estado
Para aniquilar xs que negam essa condição

O genocídio dXs desfavorecidXs é constitucional
A opressão institucionalizada pelo sistema prisional
Track Name: Qual Zumbi?
Qual Zumbi?

Qual o sentido da existência?
Respirar é tudo pra voce?
Conformismo ou resistência?
Qual caminho vai escolher?

Não se esqueça das lutas
Não se esqueça das ruas

GuerreirXs atordoadXs
Pelo veneno da apatia
SugadXs pela sociedade
Deixam de lado suas vidas

Esqueceram-se das lutas
Esqueceram-se das ruas

Covardia não implica necessariamente
Na ausência de coragem
Mas na negação da própria existência
Quando há o conflito com a realidade
Track Name: Lado a Lado
Lado a Lado

Considerada inferior a capacidade física e mental
Objeto sexual do oposto,neste aspecto é sempre igual

O sistema de exploração baseado no patriarcado
Segue dilacerando úteros em beneficio do mercado

Impossibilitadas de escolher o que fazer com seus próprios corpos
Encarceradas à uma civilização de leis e padrões religiosos

Destruam dentro de si
Os privilégios da falocracia
Para lado a lado lutarmos
Por emancipação e autonomia
Track Name: Existencia de Ódio
Existência de Ódio

Sinto a opressão corroer meus ossos
A sociedade agride minha existência
As correntes dessa prisão sem muros
Tornam angustiante a sobrevivência

Tente entender
Não há mais volta
Dentro de mim
A paz esta morta

Tente enxergar
Através dos meus olhos
O aparente vazio
É reflexo do ódio

Nego o sistema social
Baseado no contratualismo
Não preciso me integrar a nada
Para me sentir vivo
Track Name: Ignorância Libertária
Sectário

Esse é seu conceito de liberdade
Só é livre o que é do seu interesse
Eu achava que éramos iguais
Mas você é apenas mais um deles

Você segue um livro de regras
Tenho nojo do seu moralismo
Sempre policiando e julgando
Modo de agir que se assemelha ao fascismo

Siga o seu caminho
Não atrapalhe o meu
Minha paciência tem limite
Meu respeito depende do seu

A divisão de estereótipos
Fecha os círculos,infla os egos
Alimenta o preconceito e o sectarismo que os tornam cegos
Track Name: Assalariados da Morte
Assalariados da Morte

Defensores do estado,truculentos e covardes
Torturam e matam pela ordem vigente
A farda nojenta representa a brutalidade
De um sistema opressor e uma sociedade doente

Cães de guarda da burguesia
O povo não esquecera sua traição
O seu poder é um abuso
Chegara a hora da retaliação

Em meio a guerra entre o certo e o errado
Posso ser pego a qualquer momento
Tenho certeza de qual é o meu lado
Minha consciência é o seu medo

Cães de guarda da burguesia
O povo não esquecera sua traição
O seu poder é um abuso
Chegara a hora da retaliação
Track Name: Entre a Forca e o Revolver
Entre a Forca e o Revolver

Vivendo sob a pressão 
Qual caminho escolher ?
Corrompido pela ilusão ? 
Entre a forca e o revolver 

Perdido em um beco escuro 
Batendo a cabeça no muro 

Em guerra com o conformismo 
Confrontando verdades impostas 
Me deparo diante do abismo 
Apunhalado pelas costas 

Tentando entender o mundo 
Entrei em guerra com a felicidade 
Agora sinto um ódio profundo 
Aniquilando o que me resta de humanidade
Track Name: Esperança Morta
Esperança Morta

Pensando em dias melhores 
Apenas enganando a mim mesmo 
Tentando impedir o inevitável 
Cometi o pior dos meus erros 

Esperança Morta... 

Meus sonhos de liberdade 
Foram brutalmente mutilados 
Mas minha utopia é seu pesadelo 
Ainda não estou derrotado 

Esperança Morta... 

Sinto o peso do sofrimento da minha classe social 
Me afundar no abismo da frustração 
A realidade me levou a desacreditar 
Da humanidade e sua evolução 

Não há escapatória 
Meu destino esta traçado 
Nasci para morrer 
Ou apodrecer encarcerado